Visit.uc.pt is the site of the day on Awwwards!
Visit.uc.pt is the site of the day on CSS Design Awards!

VISIT Universidade de Coimbra

Prisão Académica

É hoje a única cadeia medieval
existente em Portugal

Saber Mais

Prisão Académica

Após a reforma pombalina, em 1773, a cadeia viria a ser
transferida para os pisos inferiores da Biblioteca Joanina

É hoje a única cadeia medieval existente em Portugal, tendo chegado aos nossos dias uma parte significativa da sua constituição original de que se destacam os designados “segredos”.

Para vencer a diferença de cotas em relação ao pátio superior, serviria de suporte às salas nobres e de depósito e arrecadação e englobaria os restos do antigo cárcere medieval do Paço Real, edificado em finais do século XIV no exterior da muralha muçulmana

As estruturas atualmente subsistentes do que foi, até 1834, o cárcere académico (quando, por virtude da revolução liberal, se extingue a jurisdição do conservador da Universidade sobre professores, estudantes e familiares), correspondem a três fases distintas de utilização do mesmo espaço: a primeira ligada às estruturas originais do palácio régio e, as restantes, já da ocupação universitária.

Quanto ao cárcere académico propriamente dito, a sua existência decorre do foro privados que protegia as antigas universidades enquanto corporações, preservando professores, funcionários e (sobretudo) escolares do convívio com criminosos de delito comum. Não raro, as punições deviam-se sobretudo a razões de índole puramente disciplinar.

Reivindicada, por esse facto, pela Universidade junto do Rei desde 1541, a existência da cadeia seria finalmente reconhecida nos Estatutos de 1591, instalando-se, em 1593, em dois antigos aposentos existentes sob a Sala dos Capelos. Aí se conservaria até ao século XVIII. Só em 1773, no âmbito da reforma pombalina dos estudos e dos trabalhos gerais de dignificação do palácio escolar, a cadeia viria a ser transferida para os pisos inferiores da Biblioteca Joanina, em dependências construídas para essa função.

Durante a sua transferência foram realizadas obras de adaptação, levadas a cabo em 1782, por forma a acrescentar aos restos ainda existentes do cárcere medieval (fundamentalmente os segredos e o pequeno corredor adjacente), um reduzido número de celas comuns, sala de visitas, oratório, etc. Foram também tidas em consideração questões de conforto (construção de latrinas) e de segurança. Esta operação obrigaria a que o cárcere passasse a ocupar parte do piso intermédio.

Embora parte das suas dependências tenham sido adaptadas a depósito bibliográfico e muito do seu recheio e equipamento se tenha perdido, a Cadeia Académica constitui um raríssimo testemunho europeu de uma antiga cadeia privativa.

Ficha Técnica

Gestão de Projeto

InterFranchising

Design & Development

Bürocratik

Conteúdos Multimédia

Ez-Team

Fonte

Adaptado de:

de Faria Costa, J. F., & da Cruz Coelho, M. H. (2009).
A Universidade de Coimbra Tangivel e Intangivel.
Imprensa da Universidade de Coimbra.

Maia do Amaral, A. E. (2009).
Tesouros da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra.
Imprensa da Universidade de Coimbra.

Pimentel, A. F., & Agostinho, R. (2006).
A Universidade de Coimbra: Uma visita a partir Páteo.
GCI-UC.

Torgal, L. R. (2003).
A Universidade de Coimbra.
Imprensa da Universidade de Coimbra.